sábado, 28 de dezembro de 2013

Meu perfil do orkut... Boas lembranças...(Suspiro)

Sou tanto de mim quanto sou de cada um que já conheci.
"insistir, persistir e desistir "



''quase sempre no quase...
quase alcançando, quase cansado...
quases consecutivamente colocados, que quase ecoam...
por quase todas as fases...

Vidas quase perdidas por rotinas, ou quase perfeitas por acasos...

Tantos quases que quase sempre são esperançosos

Tantos sempres que quase nunca são eternos...

Juras, sonhos, esperanças... E uma palavra chave, que quase abre a porta...

Mas as vezes quase(,) não é suficiente...''

Amilton.


'' O tempo não mistura datas, momentos, pessoas e nem as formas com as quais ele passa. Ele simplesmente não para, mesmo que pare de correr e comece a se arrastar, mesmo que esteja tão rápido quanto a luz e faça esta parecer parada, deixando tudo escuro, por mais que existam momentos que nós pareçam eternos... para o tempo a eternidade é só o período de um piscar de olhos na frente de alguém que amamos.''
 Amilton.

-Sometimes i hurt myself to know that i'm alive... I'd thought about the death... Trying to understand what's life...

-"Some people belive in god, some people belive in music... i've been searching for something that i could belive..."
(adaptado)

-A vida não para pra esperar pessoas que perdem tempo se arrependendo, então, não pare ou pode se arrepender, nem se arrependa ou pode parar. 
(Amilton)
-E para ele tudo era bom, tudo era perfeito, até que ele viu o futuro na frente dele e não parecia nada bom...Ele procurou algo pra se motivar e quando não achou, se motivou só por se motivar . (eu sempre converso com ele  *0* ) 
(Frescura)

-Nem tristeza nem raiva nem dor somente a velha rotina ,que nos leva ao inferno e ao céu nessa praga chamada dia a dia ...(* eu que odeio rotinas fiz um horario para me '' organizar '' ) 
Amilton. (Sim, eu falo sozinho as vezes, e ai ?!)

-onde já se viu o mar apaixonado por uma menina ? porque ele não se apaixona por uma lagoa? por que a gente nunca escolhe de quem vai gostar .. ( teatro mágico ) 
(minha quase banda favorita *-*)
.



segunda-feira, 18 de novembro de 2013

A luz da praça se apagou. Não a luz de qualquer praça, mas a de uma especifica: A praça aonde nos encontrávamos todas as noites.

A luz nunca tinha sido realmente importante, aliás, a falta dela sempre garantiu que clima fosse adequado ao romance.

No entanto, naquele dia nublado a treva era maior do que o aconchegante lençol de penumbra que sempre acolia os amantes

A sombra escondeu-os, fazendo com que só pudessem procurar um pelo outro através do tato...

E lá foram eles, tateando a praça, cada árvore, cada flor e banco. Havia uma esperança somada com expectativa, enquanto cada um assoviava de um lado da praça sua canção favorita

Já tinham usado essa tática antes, no entanto dessa vez era diferente. Nos duetos anteriores cada um tinha feito participação com uma melodia diferente e embora tivessem gostos parecidos, tinham diversas canções favoritas então nunca coincidiam.

Não dessa vez! Naquela noite escura, finalmente cantarolaram no mesmo tom: As mesmas notas, no mesmo ritmo e com a mesma emoção cega.

Seguiram as notas apaixonadas, e escalaram todas as notas exceto SOL, talvez já tivessem entendido que o sol não cabia na opacidade da melodia que compunham juntos.

Os sopros de respiração cantante iam ficando mais próximos, até que um já podia sentir o ar que os pulmões do outro expulsava em formas de sustenidos e bemóis. Até que: Silencio!

Os sons calaram-se e mais nada se ouvia naquela noite.

Ela, romântica como sempre, sonhou com ele durante toda a noite, ansiosa pelo despertar daquele sono - que seria rompido com uma realidade ainda mais linda.

Na manhã seguinte a luz já havia instalado-se no coreto que tinha sido palco daquele amor shakespeariano. A única coisa que restava da noite anterior era o silêncio.

Ele acordara primeiro, e temeroso por interromper o sono de sua amada, sutilmente beijou sua face. O som do beijo, ainda que quase um suspiro, foi suficiente para acorda-la.

Ela sorria abrindo os olhos lentamente. Sua visão era turva da noite passada, até que avistou seu companheiro e deu um passo pra trás.

Viu que ele não era seu amante.

Assustou-se por ver que tinha passado a noite com um desconhecido! Culpou-se por ter traído aquele para quem ela tinha jurado amor.

Ele observou calado, e disse:- Pelo contrario, você não traiu a ele, e sim a mim. Veja o que sentimos, veja como estamos no mesmo tom...

domingo, 28 de julho de 2013

Walk through the path which was imposed to you by those who had been imposed to be what they are...
Get yourself lost in the middle, trying to find a way out of this meaningless journey - Believe, doubt, became skeptic-

Forget everything and everyone, including your own version of self.

Wonder as many reasons as can be wondered by one to explain it.

Trust whatever you're still able to trust... Take that as the only reason for being alive, justify your existence with that...
                 




 forget the questions once more...







quarta-feira, 1 de maio de 2013

2010...2013
             Abril.... Maio... Morte...
Minha? Não!

   De algo em mim. Talvez até Dezembro...
Tenho ainda fé, em fevereiro tem carnaval!
                                                                         Junho, juro,
Ajoelho-me, em Julho...

Janeiro? Já nem sei em mês estou...

                                                                              O que importa? Eu? Com quem? Por que? Pra quem?
                   Pra mim???

Quem sabe? - Eu não sei-

                Se soubesse não perguntaria....
-Perguntar o que?
-Que dia é hoje?
-Que diferença faz?
-Nenhuma.